Affonso Solano e o Espadachim de Carvão.

Sabe de uma coisa, esse livro e esse autor me conquistaram.

Gente pra ser sincera não lia nada nesse estilo que fosse feito por um escritor nacional , porque sempre tinha achado que não era legal. Mas depois de “O espadachim de carvão”, posso dizer que vou dar  a primeira chance sempre que puder para os livros que tem um autor nacional que resolva embalar nessa aventura. Eu sei que parece meio estranho da minha parte já que sou do Brasil, mas sei lá, tive umas experiências que  não foram muito boas, e então me fizeram desistir. Mas, voltando para a melhor parte, o livro é super legal, tem personagens curiosos e únicos, juro você tem que ter um boa imaginação, pois é um mundo muito peculiar, com Deuses próprios, religião, e mundo de ilhas. Explico isso mais a frente…

continuando…

O espadachim é uma trilogia, pelo menos até onde eu sei. Eu li até agora só o primeiro, mas tive que vim aqui contar a vocês. Nas imagens acima estão a capa do primeiro livro (O verde com o espadachim no meio), a capa do segundo livro (o rosa com esse céu ai lindo), e ao lado duas figuras que fans da trilogia tentaram retratar como seriam alguns dos personagens. O terceiro livro está previsto para ser lançado no fim desse ano, então até lá quando surgirem novas informações, eu atualizo no blog. Mas tenho uma curiosidade a desvendar, eu comprei o livro porque o próprio autor me incentivou a comprar. EXATAMENTE. Eu fui a um evento da editora LEYA , e um dos palestrantes era ele, Affonso Solano, o próprio. Fiquei lisonjeada pela presença dele, mas ao mesmo tempo, chateada por não o conhecer. Ele é super divertido, interagiu com toda galera de uma forma muita show, e apesar de a turnê da intriseca ter sido super legal e a primeira da qual participei, a LEYA na estrada foi muito melhor. Saí de lá com um livro, e um novo autor favorito. Prometi a mim que quando chegasse a BLACK FRIDAY, iria comprar o combo do espadachim, e óbvio que comprei.

Sinopse

Kurgala é um mundo abandonado pelos quatros Deuses. E Adapak é filho de um deles.   O  que antes era somente mar, os quatro Deuses transformaram em um local com milhares de ilhas, e criaram das mais diversas espécies possíveis, e Adapak (O espadachim de carvão) foi adotado e criado por uma dessas espécies. Mas o futuro que lhe aguardava era o mais inusitado existente, e ao chegar um certa idade, teve de voltar para o local onde naceu, chegando lá descobriu toda história de como nasceu e o principal, que é um filho diretamente de um dos Deuses. Assim, a familia que o adotara, é obrigada a devolve-lo, pois ele teria que passar por um treinamento perante o que o destino o aguardava. No caminho, após sair da ilha sagrada de seu pai, Adapak se depara com o mundo real, e fica intrigado com o quanto as pessoas são capazes de enganar , julgar e matar. Por tão pouco.

Sobre o autor…

Affonso Solano, 35 anos.

Brasileiro, RJ Rio de Janeiro.

Escritor, ilustrador e editor.

solano_epic

Sobre o livro:

O livro:   O ESPADACHIM DE CARVÃO

Págs: 255

Editora:  LEYA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s