MINHAS DESCOBERTAS DE LIVROS via KINDLE

Hoje pessoas lindas, queria mostrar a vocês duas histórias que são incríveis, uma não chega a ser um livro mais é um conto super instigante, a outra é um pequeno livro que relata uma coisa que infelizmente só tem piorado de uns tempos para cá. Mas as duas me surpreenderam, foram histórias que conseguiram me , e da forma que nem sonhava.

page_1

Vou começar por DOCE OU TRAVESSURA.

Doce ou Travessura é um conto, bem simples mas ao mesmo tempo encantador. Fala de Samantha uma moça meio (na verdade muito) nerd, que não se vestia bem, era muito despojada, e quieta, nesse dia porém ela  estava se preparando para uma festa de Halloween, só que dessa vez ela prometeu a si mesma que iria fazer diferente, que iria colocar sua eu de verdade para despertar.(Pensamentos maliciosos). Então ela se veste literalmente para MATAR, mas não matar tipo gente morrendo e sangue rolando, MATAR de susto mesmo. Pois o seu “EU DE VERDADE” estava usando uma bela de uma fantasia de bruxa safadinha, depois de seu mais novo estilo adquirido, saiu para a festa e chegando lá procura imediatamente alguém conhecido, e de preferência sua amiga Nick. Que é beeeem diferente dela, tipo totalmente escandalosa, bem  arrumada, e maquiada. No decorrer da história; que se passa inteira somente nessa festa; Sam “Samantha”, surpreende muita gente e encontra uns carinhas bem diferentes. Ai já é outras coisinhas…e só. Gostaram? Corre lá no Kindle e baixe grátis para seu app.

 

51WpVtvuAPL._SY346_

Segunda história, A GAROTA DOS OLHOS AZUIS.

Gente eu comecei a ler essa história esperando um terror bem doido, ainda mais com essa capa bem sugestiva, mas encontrei algo pior, o livro retrata sobre os pensamentos de Julia (protagonista) diante da questão de desaparecimentos de meninas, que para ela não são desaparecimentos, na verdade são sequestros. De começo Julia é uma moça normal de 19 anos que cursa faculdade e participa de atividades extras para especializar seus dons. E sua atividade extra preferida é ser colunista do jornal da faculdade. No final, ela continua sendo uma garota normal, porém ela se torna parte da porcentagem drástica que muitos ignoram. Juro que fiquei  muito triste, e teve momentos que quis estar ao lado dela diante das discussões que ela tem com alguns personagens do livro. E quis gritar com ela quando ela esteve em perigo. Foi angustiante.

O tema que é abordado no livro me lembrou um pouco a série da NETFLIX, aquela 13 REASONS WHAY (Os 13 porquês). Sobre essa questão da vulnerabilidade da mulher. E diante desse pequeno comentário que fiz queria esclarecer que aquela série é meio pesada, e sinceramente eu preferia não ter assistido, porque eu tive pesadelos, acordei com o coração na mão do susto que levei. E deixo meu aviso, que quem tem a mente fraca iria ficar muito transtornado depois de assistir 13 reasons whay. ENTÃO NÃO ASSSISTAM. Eu preferia não ter ouvido as fitas. Mas cortando um pouco disso eu queria avisar que o livro “A garota dos olhos azuis” é o intitulado livro “0” da autora Karin Slaugther, que na real mesmo ela deixou grátis na Amazon só te deixar com um gostinho de que quero mais para ler a continuação .

 

LIVRO(CONTO) : DOCE OU TRAVESSURA

AUTORA:  GISELE SOUZA

DISPONIVEL: AMAZON (GRÁTIS)

 

LIVRO: A GAROTA DOS OLHOS AZUIS

AUTORA: KARIN SLAUGTHER

DISPONIVEL : AMZON (GRÁTIS)

link:

 

BJS!! SARA

#book #livros #agarotadosolhosazuis #doce #doceoutravessura #livro #partiuler #amorporlivros #partiulerblog

Anúncios

RESENHA: Como Eu Era Antes De Você.

thumbnail_img_9408-1040x1040

Gente essa postagem não é minha (sara) nem da minha amiga Leticia, essa é uma resenha feita por uma amiga que também tem uma paixão por livros.

Sinopse

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade – um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas – e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário. Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

 

A leitura desse livro não começou de maneira fluida. Além de eu ter começado a ler pelo celular, a caminho do trabalho, a narrativa também não prendeu minha atenção de maneira instantânea. Os fatos são mostrados de forma lenta, e Jojo Moyes descreve aspectos muito subjetivos a respeito de Lou, nossa narradora, e seu dia a dia. Por isso, dei um tempo na leitura, até que pedi o exemplar físico emprestado a uma amiga e retomei da onde tinha parado. Despretensiosamente e sem que eu me desse conta, Como Eu Era Antes de Você simplesmente fez com que eu não conseguisse mais largá-lo, como há muito tempo nenhum livro fazia.

Na história, conhecemos Louisa Clark. Ela tem 26 anos, ainda mora com a família em um quarto que mais parece um cubículo e tem um namoro preguiçoso e sem propósito há anos com Patrick, um homem mais preocupado com seu físico de maratonista do que com ela. Também conhecemos Will Traynor. Ele era um homem de negócios rico e bem sucedido, que namorava belas garotas e era apaixonado por adrenalina e esportes radicais, até ser atropelado por uma moto – acidente que o deixou tetraplégico. A vida dos dois colide quando Lou perde o emprego no café em que trabalhava e acaba se tornando cuidadora de Will.

” A  fiinalidade da música é fazer com que você se desligue do mundo!”

O que dizer de Lou e Will? Sinceramente, demorei a gostar dela. A personalidade apagada e acomodada dela, além das reclamações constantes sobre emprego, me faziam ficar sem a menor paciência. Mas Will também não facilitava a vida de Lou com seu mau humor, com sua maneira ríspida e sua superioridade constante. Mas o que posso dizer? Comecei a amá-los sem nem me dar conta. Lou é uma personagem conformada: ela aceita sua vidinha medíocre, aceita ser menosprezada pela família, aceita que sua irmã mais nova continue sendo a esperança dos pais (sendo mãe solteira e sem emprego, mas egoísta a ponto de usar o dinheiro de Lou e da família pra voltar à faculdade), aceita um relacionamento sem afeto. E todos esses fatores me incomodavam de uma maneira absurda, porque eu detesto personagens assim. Gosto de gente decidida, que se impõe, que luta pelo que quer. E Will faz com Lou o que eu gostaria de fazer: incentivá-la, provocá-la, testá-la. Apesar de eu não aprovar a maneira autoritária com que ele a fazia repensar as coisas, eu ficava admirada ao perceber o quanto a convivência com ele era construtiva pra ela. E também achava encantador como Lou fazia Will se sentir normal em uma realidade na qual todos, inclusive sua família, o tratavam como se ele fosse incapaz de fazer escolhas.

Os personagens de Como Eu Era Antes de Você são magistralmente construídos. A narrativa mais lenta de Jojo Moyes faz com que o leitor seja parte daquela história de uma maneira muito real. Eu podia ver a mágoa de Lou com sua família, eu podia sentir a frustração de Will por ter que lidar com uma mãe que o trata como criança. Eu também podia sentir a dor de Camilla Traynor, mãe de Will, por lidar com a dolorosa escolha do filho. Eu também pude presenciar a evolução de Lou, os conflitos morais com os quais ela teve que lidar, seu contato com outros tetraplégicos na tentativa de ajudar Will… Enfim. Por meio de uma história que mostra, passo a passo, como a vida daqueles personagens funciona, a autora consegue nos transportar para a realidade deles e fazer com que a gente viva junto deles seus conflitos e tristezas (Eu chorei horrores).

O livro é muito mais profundo do que o filme. O livro não se trata apenas de um romance. Na realidade, o livro fala sobre poder de escolha e sobre mudanças. Ele levanta um debate sobre o livre arbítrio, mas também nos mostra que sempre podemos evoluir e mudar. Por meio do passado traumático de Lou, conseguimos entender porque a personagem trilhou o caminho que a trouxe até esse presente sem perspectivas. Por meio da situação atual de Will, é possível refletir os motivos pelos quais ele toma suas decisões. Até mesmo ao aprofundar as cenas em que Lou interage com a sua família (observação: ODEIO a família de Lou com todas as forças. De Katrina, a irmã aproveitadora, aos pais que a depreciam e não prezam por ela. O único que se salva é o avô.) a autora mostra nuances da protagonista que são muito importantes para compreendê-la e compreender também sua evolução ao lado de Will.

Essa leitura foi uma experiência inesquecível pra mim. Lou e Will estão marcados pra sempre no meu coração, posso dizer? Leiam! 

por: YZA ANDRADE

como-eu-era-antes-de-voce-louise-will-jojo-moyes

Título Original: Me Before You
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 320

 

#intriseca #ler #book #comoeuerantesdevoce #amor #livro

Affonso Solano e o Espadachim de Carvão.

Sabe de uma coisa, esse livro e esse autor me conquistaram.

Gente pra ser sincera não lia nada nesse estilo que fosse feito por um escritor nacional , porque sempre tinha achado que não era legal. Mas depois de “O espadachim de carvão”, posso dizer que vou dar  a primeira chance sempre que puder para os livros que tem um autor nacional que resolva embalar nessa aventura. Eu sei que parece meio estranho da minha parte já que sou do Brasil, mas sei lá, tive umas experiências que  não foram muito boas, e então me fizeram desistir. Mas, voltando para a melhor parte, o livro é super legal, tem personagens curiosos e únicos, juro você tem que ter um boa imaginação, pois é um mundo muito peculiar, com Deuses próprios, religião, e mundo de ilhas. Explico isso mais a frente…

continuando…

O espadachim é uma trilogia, pelo menos até onde eu sei. Eu li até agora só o primeiro, mas tive que vim aqui contar a vocês. Nas imagens acima estão a capa do primeiro livro (O verde com o espadachim no meio), a capa do segundo livro (o rosa com esse céu ai lindo), e ao lado duas figuras que fans da trilogia tentaram retratar como seriam alguns dos personagens. O terceiro livro está previsto para ser lançado no fim desse ano, então até lá quando surgirem novas informações, eu atualizo no blog. Mas tenho uma curiosidade a desvendar, eu comprei o livro porque o próprio autor me incentivou a comprar. EXATAMENTE. Eu fui a um evento da editora LEYA , e um dos palestrantes era ele, Affonso Solano, o próprio. Fiquei lisonjeada pela presença dele, mas ao mesmo tempo, chateada por não o conhecer. Ele é super divertido, interagiu com toda galera de uma forma muita show, e apesar de a turnê da intriseca ter sido super legal e a primeira da qual participei, a LEYA na estrada foi muito melhor. Saí de lá com um livro, e um novo autor favorito. Prometi a mim que quando chegasse a BLACK FRIDAY, iria comprar o combo do espadachim, e óbvio que comprei.

Sinopse

Kurgala é um mundo abandonado pelos quatros Deuses. E Adapak é filho de um deles.   O  que antes era somente mar, os quatro Deuses transformaram em um local com milhares de ilhas, e criaram das mais diversas espécies possíveis, e Adapak (O espadachim de carvão) foi adotado e criado por uma dessas espécies. Mas o futuro que lhe aguardava era o mais inusitado existente, e ao chegar um certa idade, teve de voltar para o local onde naceu, chegando lá descobriu toda história de como nasceu e o principal, que é um filho diretamente de um dos Deuses. Assim, a familia que o adotara, é obrigada a devolve-lo, pois ele teria que passar por um treinamento perante o que o destino o aguardava. No caminho, após sair da ilha sagrada de seu pai, Adapak se depara com o mundo real, e fica intrigado com o quanto as pessoas são capazes de enganar , julgar e matar. Por tão pouco.

Sobre o autor…

Affonso Solano, 35 anos.

Brasileiro, RJ Rio de Janeiro.

Escritor, ilustrador e editor.

solano_epic

Sobre o livro:

O livro:   O ESPADACHIM DE CARVÃO

Págs: 255

Editora:  LEYA

RESENHA – GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA HISTÓRIA DO MUNDO

download

Eu posso confessar que li muitos livros com histórias interessantes, mas o GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA HISTÓRIA DO MUNDO,

me surpreendeu, por ser um livro meio histórico. Isso mesmo, ele é ‘meio” histórico sem ser chato (mas eu não acho história chata, sempre amei), ele trás em cada capitulo um tema, e personagem diferente, que fizeram parte das grandes mudanças do mundo.

Pra deixar bem claro vou citar uns aqui, nele vem coisas bem reveladoras sobre: Adolf Hitler, Mahatma Gandhi, Isaac Newton, Napoleão Bonaparte, Nelson Mandela, entre outros.
Juro que nunca imaginei o quanto a escola me ensinou errado tanta coisa. O mais interessante é que a cada capítulo a pessoa se pega imaginando o porque. O pior mesmo é quanto dá pra alienar os seres humanos com essas histórias, e através de palavras. Tenho certeza que depois de ler esse livro pensaremos duas vezes antes de acreditar em qualquer coisa que inventem sobre tudo por ai.

“O comércio foi o grande pacificador do mundo. Ele é capaz de promover a paz pela troca de favores.”

capitulo – Paz no mundo

Estou chocada em saber que existiam pessoas que diziam :”Foi uma honra para mim estar entre os primeiros estudantes que participaram daquele trabalho pioneiro”, escreveu uma voluntária durante a guerra nazista, que era a favor de Hitler. Foi mais louco ainda, saber que Mahtma Gandhi considerava as pessoas negras inferiores e que ele considerava Adolf Hitler um líder grandioso. E tão louco foi, descobrir que Madre Teresa de Calcutá, chegou a desviar dinheiro que era direcionado para a saúde. Só consigo imaginar que o mundo é uma grande loucura.

Este livro é um guia contra toda a doutrinação que muitos brasileiros sofreram na escola. Não tem a pretensão de contar toda a história do mundo: o seu alvo são os principais mitos sobre os últimos 2 mil anos que , apesar de terem sido derrubados há muito tempo por historiadores, prevalecem nos livros didáticos , nas provas do Enem das conversas de bar. Por fim, foi tudo muito legal. E não achem que só tem esse não viu, tem uma coleção completa de GUIAS.

serie-politicamente-incorreto

LIVRO: Guia Politicamente Incorreto do Mundo.

EDITORA: Leya

AUTOR: Leandro Narloch

 

Bjs, e até a próxima.

Sara.